A menina que roubava livros - Filme e livro


Hi Candys!
Bom Estava No Esconderijo Perfeito e Vi Esse Post e Resolvi Postar Aqui No Blog Você Deve Estar Pensando (Ela Vai Falar isso Sempre?) E Eu Respondo (Infelizmente Sim) Tá...Vamos Logo Ao Assunto  Como você pode ver, Lu já fez a resenha desse filme. Nós fomos ver juntas e não conseguimos chegar a um consenso sobre quem escreveria a resenha! :-) Então ela fez uma e eu outra.
Eu acho que não tenho palavras para explicar o que foi esse filme. Eu nunca tinha feito a resenha do livro porque não deu tempo. Li ele há muuuuuuuito tempo! Ficou por vários dias no "Livro top".

Eu chorei pra caramba lendo o livro. Se tornou meu livro preferido! Esse livro me deixou acordada olhando pro teto deitada na cama enquanto eu deveria estar dormindo. Esse livro fez meu coração ficar pequenininho por meses. Depois de ler, cheguei a conclusão de que não entendo como uma pessoa pode escrever algo assim. É belo demais. Como? Esse livro me deixou com uma vontade de ser a Liesel, de viver essa vida. Apesar de todo sofrimento e toda dor que ela sentiu, eu queria. Muito. Espero realmente que eu possa sentir essas emoções que eu senti quando li o livro.
Será que eu sou a única que bem no fundo do coração acredita que todos os livros realmente existem ou existiram? Sério. Eu não acharia nem um pouco estranho trombar com a Fani (Fazendo meu filme) no shopping. Por que eu amo acreditar que existem essas histórias. Histórias que me inspiraram. E eu não vou deixar de acreditar.

A menina que roubava livros é simplesmente tocante e cruel. É. Cruel. Esse livro me fez entender um monte de coisas. Não. de "não" entender um monte de coisas, sim, é isso. Esse livro fez eu me sentir péssima. Nem sei porque. Realmente não faço ideia. Só fez, e continua fazendo, a cada minuto, a cada segundo, meu coração aperta sem meu consentimento. 
Se eu chorei lendo o livro, no filme então... Foi como se tivessem jogado um balde de realidade na minha cara. Tornaram toda aquela crueldade encontrada no livro em algo visível. Foi demais pra mim ainda é. Eu chorei o filme inteiro! Mas fiquei com vergonha depois que o filme acabou e parei. Quando cheguei em casa que chorei mais ainda!

Eu fiquei SUPER cismada quando soube do filme. Eu fiquei com ciúme! Muito! Kkkk, isso pode?
Quando resolvem criar filmes dos livros que eu amo, sinto como se estivessem mexendo nos meus pertences! Como seu eu precisasse autorizar antes! Por favor não digam que sou a única que pensa assim!
Mas esse filme... "Tsc, tsc, tsc" *Mexendo a cabeça*... ficou fantástico. Muuuuito fiel ao livro e eu realmente me surpreendi. Foi a versão mais ligada á obra original que eu já vi.
Os atores também são perfeitos! A Liesel é de uma semelhança enorme com a própria personagem, não imaginaria ela diferente de jeito nenhum! O Max ficou igualzinho ao que eu pensava. O pai e a mãe da protagonista também são muito bons. E o Rudy... "ah, Rudy!"... Eu no início, quando vi o trailer, realmente não gostei nem um pouco. Mas quando vi o filme, eu fiquei apaixonada por ele! Hahahahaha! Ele é muito fofinho. Eu adorei ver ele interpretando Rudy tão bem!

Esse livro me deixou com um vazio enorme. E não sei mais o que fazer. Deixar passar talvez. Não passa. Nas horas mais improváveis, lembro dessa história que me marcou pra sempre e tenho vontade de chorar de novo. Que vontade de viver aquela vida. 
Mas eu realmente amo a minha. Sou muito grata pela vida que tenho, não entendem errado, mas eu queria sentir aquilo, queria viver. Eu sonho acordada com milhões de vidas minhas paralelas. E continuarei assim pelo visto.

Nossa, estou enchendo vocês com esse post. Vamos falar do livro.
Um fato muito interessante, foi que a narradora é a Morte. Sim. Eu simplesmente amei isso quando descobri logo na primeira página. Esse pequeno detalhe transformou toda a história.
Além disso, os personagens são tão reais que é impossível pra mim acreditar que eles não existiram. Por favor, não me julguem, nem riam. É minha guerra mundial pessoal essa. Esse livro. O efeito que esse livro causou em mim.
Eu vou transcrever uma parte do livro para vocês, só uns capítulos, mas vai levar um trabalho, então vai ser mais pro meio dessa semana.
Sei que as vezes passo a imagem de sentimental demais! E de pelo visto, chorar muito! E eu choro muito mesmo. Mas se tem uma coisa que eu sei sobre mim, uma mínima coisa, é que eu nunca chorei á toa. Quando eu choro, é porque algo eu estou sentindo mesmo.

Essa postagem está enorme, Jesus Cristo! Isso foi um desabafo enorme. E apesar de parte de mim estar satisfeita com o texto, a outra parte bem maior de mim acha que mesmo com todas essas palavras, não consegui expressar nem 1% do que eu senti ao ler esse livro. Acho que ninguém nunca vai entender. Nem eu mesma.
Nem sei mais do que eu estou falando. Então vou deixar vocês irem.

Espero Que Tenham Gostado Até A Proxima!

                                                                      Kisses Candys!



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Novo Layout + PDB + [TAG] Retrato Chinês

I'm Back + [TAG] As 10 perguntas

[TAG] Tag da verdade